Mãe Ananin

Com o objetivo de dar assistência às futuras mães durante toda a gravidez, incluindo no pré-natal, parto, pós parto e acompanhando do bebê até os 24 meses de vida, a Prefeitura Municipal de Ananindeua (PMA), por meio da Secretaria de Saúde (Sesau) e em parceria com a Secretaria de Cidadania, Assistência Social e Trabalho (Semcat), criou o Programa Mãe Ananin.

O programa também pretende aprimorar a qualidade do atendimento e reduzir os índices de mortalidade materna e infantil no município de Ananindeua, por meio da inclusão de boas práticas de atenção durante a gestação, parto e o desenvolvimento da criança. Assim, serão disponibilizados testes de gravidez, bem como, captação precoce da gestante para o início de pré-natal nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) até a 12º semana de gestação, consultas médicas e de enfermagem.

As mães inseridas no programa ainda terão plano individual de parto, avaliação da vitalidade fetal – Cardiotocografia e acompanhamento do trabalho de parto, com partograma e assistência humanizada. Além dos serviços de clampeamento tardio do cordão umbilical, contato pele a pele mãe e filho, aleitamento na primeira hora de vida do recém-nascido, alojamento conjunto, assistência puerpério, encaminhamento para UBS de referência para a assistência necessária durante o puerpério e planejamento reprodutivo e da criança. No acompanhamento das crianças até os 24 meses, elas terão acesso ao Programa de apoio a meninos e meninas (Proame), ao processo de triagem neonatal, imunização, crescimento e desenvolvimento e vigilância nutricional.

Durante o programa, as mães irão contar com as visitas domiciliares dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), reuniões educativas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município, por meio do Programa Criança Feliz (PCF) e ao final do pré-natal, será entregue o kit enxoval.

O PCF tem como público prioritário gestantes e crianças de até setenta e dois meses e suas famílias, sendo gestantes e crianças de até 36 (trinta e seis) meses inseridas no Cadastro Unico para Programas Sociais do Governo Federal - CADÚnico. O Programa Criança Feliz tem como objetivos apoiar a gestante e a família na preparação para o nascimento e nos cuidados perinatais, além de promover o desenvolvimento humano a partir do apoio e do acompanhamento do desenvolvimento infantil integral na primeira infância, entre outros.

O programa também conta com o aplicativo Mãe Ananin que vai propiciar à gestante o acompanhamento dela durante o pré-natal, monitorando se ela está alcançando os requisitos para ganhar o enxoval. Nesse aplicativo ela vai registrar o início do acompanhamento pré-Natal, as consultas, os exames realizados nos três trimestres, preconizados pelo Ministério da Saúde, as vacinas, as atividades educativas que participou, o pré-natal do parceiro, além de ter várias orientações disponíveis para leitura, atualizadas pela equipe de saúde responsável pelo aplicativo, além de acompanhar o desenvolvimento do feto mês a mês.

A meta é acompanhar cinco mil grávidas e oito mil crianças de 0 a 2 anos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município até dezembro de 2024 e com isso, garantir uma assistência humanizada e integral na rede de serviço.

Critérios para participar

► Mães residentes em Ananindeua que iniciem o pré-natal até a 12º semana de gestação (3 meses), com registro na caderneta de gestante nas unidades básicas de saúde do município.

►Realizar no mínimo 6 consultas de pré-natal (médico e enfermeiro) e consultas odontológicas. 

►Registro na carteira da gestante a realização dos exames de pré-natal, incluindo testes rápidos de HIV, sífilis, hepatite B e C, e as vacinas DTPA, hepatite B, influenza e DT; 

►Atendimento com equipe multiprofissional nas UBS e nos CRAS do município.

As mulheres que tiverem o Beta HCG positivo e interessadas em participar do Mãe Ananin devem primeiramente procurar a UBS mais próxima de sua casa para iniciar o pré-natal e em seguida ir ao CRAS para fazer a inscrição no PCF. A partir do momento que a mãe aderir ao programa, ela já irá receber o vale digital. O programa entra em vigor a partir do dia 1º de junho.